RSS

terça-feira, 12 de junho de 2012

Hiato

Aos que passarem por aqui, informo que a produção de poemas deu uma estancada. A pausa será por tempo  indeterminado, mas não deixem de ler este blog, bem como o blog principal no link abaixo:


Até mais!

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Filémon e Báucis


veios costurados
troncos amarrados

resistindo ao fosco mundo
pintam a paisagem
vívidos abraços

terça-feira, 8 de maio de 2012

Espanhola


a pequena morte
vive em seu decote

a cada botão rompido
sinto um estalido
falo ao coração

terça-feira, 20 de março de 2012

Sal




Sal que desliza nos dedos
ledo se prende na boca
Poucas delícias são corte
forte, na alma fatal...

Quero me cortar,
viajar num céu
de sal e de língua;

não morrer à míngua,
coberta num véu
sem nunca te ter!
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...