RSS

domingo, 17 de julho de 2011

Cravo de defunto


Cravo em tua pele meu cravo
farto que prende este morto
corpo de inóspito cheiro
feito mau réquiem num cravo...

Valeu, pois, a pena
viver tão demente,
sem lar ou regaço?

Queria teu abraço,
queria-te pra sempre;
quiseste ser sânie!


Ilustração de Sylvia Ji.
Blog Widget by LinkWithin

0 manifestações:

Postar um comentário

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...