RSS

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Dormir


Dos cílios que enfim se beijam
dos seios que bebem sono
em sonho acordado lembro;
é terno e melífluo idílio

Cílios se costuram
seios que fenecem
breve desabrocham

acendem a tocha
daquele que despe
teu sono em segredo
Blog Widget by LinkWithin

0 manifestações:

Postar um comentário

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...