RSS

terça-feira, 20 de março de 2012

Sal




Sal que desliza nos dedos
ledo se prende na boca
Poucas delícias são corte
forte, na alma fatal...

Quero me cortar,
viajar num céu
de sal e de língua;

não morrer à míngua,
coberta num véu
sem nunca te ter!
Blog Widget by LinkWithin

0 manifestações:

Postar um comentário

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...